Admiração infinita

A primeira vez que pousei meus olhos em Yayoi Kusama foi em 2012, no meu primeiro local de trabalho em São Paulo. Como era uma agência de publicidade, havia certas piadas internas criativas que eu não sabia a razão de ser. E uma delas era uma foto de Kusama na parede. Continuar lendo Admiração infinita

Bonito é ser você

Continuo a dormir tarde. E acordando com dores no pescoço. Sempre me lembro daquele filme de terror medonho, quando descobrimos que o desconforto constante nos ombros do personagem principal era um espirito vingativo que vivia pendurado em suas costas. Neste caso, pode até ser, mas essa entidade negativa se materializa via preocupações mais palpáveis e … Continuar lendo Bonito é ser você

11.7.2019 – Deckard, lâmpadas LED, Bukowski e arte de rua

Não sei se a posição de dormir na cama influencia alguma coisa. Há dias que acordo descansado. Talvez respirar profundamente, sem irrigar os pensamentos com um alvoroço de temas que não se consegue resolver no momento, ajude a descansar melhor. Acho que o segredo para manter o ritmo sejam as pausas. Aquelas técnicas Pomodoro de … Continuar lendo 11.7.2019 – Deckard, lâmpadas LED, Bukowski e arte de rua